Tratamentos

Doença crônica caracterizada pelo aumento dos níveis de açúcar no sangue, podendo causar danos irreversíveis à saúde se não tratada corretamente. Existem três tipos principais de diabetes: o tipo 1, tipo 2, e diabetes gestacional.
Temos ainda o pré-diabetes que é um termo usado quando os níveis de glicose no sangue estão mais altos do que o normal, mas não o suficiente para um diagnóstico de Diabetes Tipo 2.

A tireoide produz os hormônios que regulam a função de importantes órgãos. Quando não funciona de maneira correta, pode liberar hormônios em quantidade insuficiente ou em excesso, o que causa problemas à saúde, como: ganho ou perda de peso sem explicação, diminuição da memória, cansaço excessivo, infertilidade, alteração do ciclo menstrual, baixa estatura, puberdade precoce, entre outros.

O controle do peso é muito mais complexo do que se imagina, pois envolve, além de uma alimentação equilibrada e prática de atividade física, controle das emoções, análise do comportamento alimentar, mudança de hábitos, padrão de sono adequado, intestino funcionando bem e os hormônios em equilíbrio. O engordar é um sinal de que algo dentre esses fatores não vai bem. Daí a necessidade de realinhar o foco e entender o próprio corpo.

O colesterol e os triglicerídeos são gorduras que têm papel importante no organismo, mas quando em excesso podem se depositar nos vasos, prejudicar o fluxo sanguíneo e causar doenças cardiovasculares, como o infarto do coração e acidente vascular cerebral.

O ácido úrico é uma substância produzida naturalmente pelo corpo, mas quando em alta concentração no sangue, deposita-se em várias áreas do corpo como as articulações dos joelhos, tornozelos e dedos, causando inflamação, inchaço e dores.

As doenças ósseas metabólicas deixam os ossos fracos e com maior risco de fratura. Afeta desde bebês prematuros e crianças de diversas idades, que podem sofrer de raquitismo, até adultos que perdem massa óssea ao longo da vida por diversos motivos.

A vitamina D é um pró-hormônio, produzido a partir da ação do raio ultravioleta B na pele. Pode ainda ser encontrada em alimentos como óleos de salmão, atum e sardinha, gema de ovo, fígado, leite, iogurte e queijos ou em cápsulas ou comprimidos. A sua deficiência aumenta o risco de osteoporose, fratura, osteomalácia e raquitismo. O excesso da vitamina D pode cursar com náusea, vômitos, fraqueza, anorexia, desidratação e quadro agudo insuficiência renal.

A terapia de reposição hormonal ajuda a melhorar a qualidade de vida das mulheres que estão no climatério ou menopausa, tratando sintomas como: ondas de calor, ressecamento vaginal, redução da libido e mudanças de humor. Além de prevenir a osteoporose e reduzir o risco de doenças cardiovasculares que afetam as mulheres nessa fase da vida.

A partir dos 30 anos de idade, ocorre uma lenta e gradual diminuição dos níveis de testosterona (principal hormônio masculino) e, com o envelhecimento, é desencadeado o então chamado hipogonadismo em até 20% dos homens. As principais queixas são: diminuição do desejo sexual, irritabilidade, aumento da gordura abdominal, diminuição da ereção matinal, diminuição da massa e força musculares, reduzindo a disposição para a realização de atividade física. A presença desses sintomas, acompanhada da redução da testosterona, caracteriza o hipogonadismo masculino.

Puberdade é o nome dado ao período de transição entre a infância e a fase adulta e acontece em meninas entre os 8 e 13 anos de idade e em meninos entre 9 e 14 anos. Essa fase é marcada, principalmente, pelo desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários e o início da fase reprodutiva, tanto do homem quanto da mulher. Nas meninas, o primeiro sinal da puberdade é o surgimento do chamado broto mamário, enquanto que nos meninos é o aumento dos testículos.

Apesar de 3% a 5% das crianças serem consideradas baixas, poucas apresentam, de fato, distúrbios do crescimento. Algumas vezes podem ser identificados no nascimento, mas na maior parte das vezes são notados ao longo da infância pelos próprios pais, quando a criança não acompanha o crescimento e desenvolvimento de outras da mesma idade. Mas apenas um médico pode fazer o diagnóstico.

Ciclo menstrual irregular ou alterações do fluxo menstrual afetam a vida das mulheres e podem ter múltiplas causas, tais como: estresse, anorexia, alterações da tireoide, síndrome dos ovários policísticos e menopausa precoce. O tratamento correto melhora a qualidade de vida da mulher.

O hirsutismo é definido pelo crescimento excessivo de pelos em regiões específicas do corpo da mulher como face, tórax, abdômen, face interna das coxas, períneo, região lombossacra e glútea.
Em todas estas situações, o endocrinologista investiga e propõe tratamento adequado que vai desde o uso de contraceptivos orais ao uso de medicações que antagonizam o hormônio masculino.

A glândula adrenal localiza-se acima de cada rim e produz diversos hormônios que regulam desde o metabolismo de açúcares e gorduras, até hormônios sexuais e outros ligados à defesa do corpo. Entre os distúrbios podemos citar a Doença de Addison que em sua fase inicial é silenciosa, mas evolui com enfraquecimento progressivo; a Síndrome de Cushing é caracterizada por aumento de peso com deposição de gordura no tronco e no pescoço, enfraquecimento muscular e pele fina; e Feocromocitomas que são tumores benignos que causam palpitação, elevações de pressão arterial, dor de cabeça e sudorese.

A hipófise é uma glândula localizada na base do cérebro e quando está desregulada pode causar infertilidade, redução da libido, disfunção sexual, em ambos os sexos, além de irregularidade menstrual, nas mulheres. Pode produzir em excesso o hormônio do crescimento e levar ao gigantismo em crianças e em adultos o aumento das mãos e pés associados a dores nas articulações. Também pode causar baixa estatura, menopausa ou puberdade precoces, diabetes, aumento do coração e da tireoide, hipertensão, dentre outros.

Agendamento de consultas e exames, dúvidas ou comentários? Utilize nossos canais de comunicação. Minha equipe esta pronta para lhe atender com agilidade e carinho.

Rafaela Norbim

Preencha o formulário e tire suas dúvidas

Telefone do consultório